A pesquisa Atlas, divulgada hoje, 6 de setembro, mostra um cenário bem ruim para Jair Bolsonaro e seu governo. Apesar da intenção de votos ainda ser elevada. A pesquisa  foi realizada entre 30/08 e 04/09, online, via convites randomizados; com 3.146 respondentes e margem de erro de 2 pontos percentuais.

Segundo a pesquisa, 64% dos brasileiros desaprovam o desempenho do presidente Bolsonaro, e 61,2% acham o governo Bolsonaro ruim ou péssimo. A pesquisa fez a sondagem considerando escolaridade, gênero, renda, região e religião, e os dados revelam que Jair subiu no telhado e não tem mais condições de governar. 

ESCOLARIDADE

69% dos que têm ensino superior, 62% dos que têm ensino médio e 63% dos que têm ensino fundamental desaprovam o presidente. Ou seja, todas as faixas o desaprovam.

REGIÃO

Cresce desaprovação a Bolsonaro em todas as regiões: 

Sudeste: 63% 

Nordeste: 72%

Centro-Oeste: 60%

Sul: 57%

Norte: 59%

RENDA

Desaprovação está alta em todas as faixas, e aumenta também entre os que ganham mais:

Até 2 mil reais: 66% 

De 2 mil a 3 mil: 60%

De 3 mil a 5 mil: 62%

De 5 mil a 10 mil: 64%

Acima de 10 mil: 71%

RELIGIÃO

Há um empate entre os evangélicos: 46% desaprovam o desempenho de Bolsonaro, e 49% aprovam.

A desaprovação é alta em todas as religiões consultadas: 

69% dos católicos

74% de outras religiões 

81% dos agnósticos ou ateus

VOTO EM 2018

31% dos que votaram em Jair desaprovam o presidente, e 63% desses ainda o aprovam.

86% dos que não compareceram às eleições em 2018 desaprovam, assim como 90% dos que votaram branco ou nulo.

GÊNERO

A maioria de homens e mulheres desaprovam a atuação de Jair:

73% de mulheres, 55% de homens.

Em relação ao desempenho do governo, em todas as variáveis (escolaridade, renda, gênero, idade, região), a avaliação ruim/péssimo ganha com destaque. 

IMAGEM DOS LÍDERES

Bolsonaro, Sergio Moro, Paulo Guedes e João Dória têm uma imagem mais negativa que a de Lula:

Bolsonaro: 63%

Lula: 48%

Sergio Moro: 56%

Paulo Guedes: 59%

João Doria: 55%

Na imagem negativa, Ciro empata com Lula: 47% a 48%

Na imagem positiva, Lula ganha de todos – ou seja, rejeição está caindo, e aprovação, subindo. 

INTENÇÃO DE VOTO – 1º TURNO (CENÁRIO COM MUITOS CANDIDATOS)

Lula tem 40,6% das intenções de voto. Bolsonaro tem 34,5%. Ciro Gomes tem 7,8%. João Doria tem 3,1%.

Lula ganha de Bolsonaro, em intenção de voto no primeiro turno, em todas as faixas de escolaridade e em quatro das cinco regiões – perde no Centro-Oeste, diferença bem pequena. Entre os evangélicos, 53% votam em Jair no primeiro turno, 29% votam em Lula. Na faixa de renda, dos que ganham acima de 10 mil, 32% votam em Bolsonaro, e 26% votam em Lula.

Aprovação positiva de Lula está encostando na rejeição, fechando a boca do jacaré. 

INTENÇÃO DE VOTO – 1º TURNO (CENÁRIO COM POUCOS CANDIDATOS)

Lula: 42,6%

Bolsonaro: 35,4%

Ciro Gomes: 9,3%

João Doria: 6,6%

INTENÇÃO DE VOTO – 2º TURNO

Lula: 52,5% X Bolsonaro 35,9%

Ciro Gomes 46,3% X Bolsonaro 36,1%

João Doria 39,7% X Bolsoanro 36,3%

Sergio Moro perde para Bolsonaro num eventual segundo turno: 33% X 34,1%

E Ciro Gomes perde pra Lula num eventual segundo turno entre os dois: 23,3% X 39,3

MANIFESTAÇÕES A FAVOR DE BOLSONARO

36% dos entrevistados dizem que as manifestações pró-Bolsonaro no 7 de Setembro são justificadas, e 18,4% dizem que vão participar.  84% dos entrevistados dizem que são a favor da democracia, e 75% acham que ela está em risco no Brasil. Mas eu sigo desconfiando muito da propriedade dessa resposta, a maioria das pessoas de fato não se apropria muito do conceito.