As relações de poder e os posicionamentos ideológicos estruturam o modo de dizer das notícias. Prestem atenção a essa chamada do Uol. 

Algumas coisinhas:

1. Não há sujeito agente, um ator específico – quem faz os produtos diminuírem é um fenômeno, a inflação. Mas inflação, por si só, não faz qualquer ação desse tipo. Existe um “alguém” que vai DISFARÇAR a inflação e diminuir o tamanho dos produtos. Existe um sujeito agente que está oculto nessa chamada. Um sujeito INTENCIONALMENTE ocultado  

2 A tal ação é descrita na matéria que segue como se fosse mesmo uma decorrência normal e natural de um processo 

3 A verdade é que empresas e empresários estão ENGANANDO o consumidor – diminuem o tamanho dos produtos e mantêm o mesmo preço 

4 A matéria usa um termo em inglês (a Folha adora) e traduz para “reduflação” para fazer crer que se trata mesmo de algo normal e aceitável 

5 A construção leva o leitor a pensar que os empresários e as empresas são vítimas também desse processo de inflação e por isso precisam fazer algo assim. Coitadinhos,  não é?

E assim, com essas estratégias bem construídas, a mídia segue enganando e normalizando situações que não são normais nem naturais